Pular para o conteúdo principal

Postagens

Prazo para corrida espacial privada à Lua é estendido

Participantes do Google X Prize agora têm até março de 2018 para alcançarem o satélite e receber US$ 20 milhões

As cinco equipes restantes na corrida de US$30 milhões para a Lua agora têm um pouco mais de tempo para realizar suas missões - e a chance de ganhar um dinheiro adicional no caminho.

O Prêmio Lunar X da Google (GLXP, na sigla em inglês) oferece US$20 milhões para a primeira equipe com financiamento privado que pouse suavemente uma nave espacial na Lua, movimente-a por ao menos 500 metros e transmita fotos e vídeos em alta definição para a Terra. A segunda equipe a completar essas tarefas fica com US$5 milhões, e outros US$5 milhões estão disponíveis para uma variedade de outras conquistas, fazendo o valor total somar US$30 milhões.

As diretrizes do GLXP estabeleciam que as equipes deveriam lançar suas naves até dia 31 de dezembro de 2017 para serem elegíveis para os prêmios. Contudo, isso mudou: agora, as equipes precisam completar suas missões até dia 31 de março de 2018,…
Postagens recentes

Teoria maluca sugere que metais pesados vieram de buracos negros parasitas

Se você tivesse que classificar as coisas mais loucas do universo, existem alguns candidatos óbvios: raios gama, rajadas rápidas de rádio e quasares, por exemplo. Mas nenhuma lista estaria completa sem os buracos negros e os primeiros menos densos dos buracos negros, a estrela de nêutrons. Essas coisas super comprimidas podem causar deformações doidas no espaço. Então, o que acontece se um engolisse o outro?

Alguns cientistas acham que o resultado seria algo muito pesado… Literalmente. Um time de pesquisadores das Universidades de Los Angeles e San Diego consideraram que a interação entre buracos negros que se formaram segundos após o big bang e as estrelas de nêutrons, densas massas de nêutrons que estavam a apenas alguns quilômetros distantes de tudo isso e cheias de massa. E aí os pesquisadores pensam que o metal pesado do universo pode ter acontecido a partir dessa interação.

O problema é que os cientistas não sabem direito de onde vieram determinados elementos que se formam rapi…

Por que Einstein teve que esperar que um eclipse confirmasse sua teoria da relatividade

Um eclipse foi crucial para provar que a teoria de Einstein estava correta. (SCIENCE PHOTO LIBRARY)

Em 1905 nosso Universo mudou. Um funcionário de 26 anos que trabalhava no escritório de propriedade intelectual da Suíça transformou nossa visão sobre o espaço, o tempo, a matéria e a energia.

Ele tinha uma gaveta secreta que, segundo dizia a seus amigos, era seu Departamento de Física Teórica. Dali saíram, entre março e junho daquele ano, cinco trabalhos científicos que revolucionaram as leis da física.

Um deles foi um método para determinar o tamanho dos átomos, com o qual finalmente recebeu seu título de doutor (foi sua terceira tentativa).

Os outros quatro são os chamados "artigos do Annus Mirabilis (ano milagroso, em latin", que enviou para a revista Annalen der Physik. Eles explicavam o movimento browniano, o efeito fotoelétrico e desenvolviam a equivalência massa-energia e a relatividade especial.

Com este último artigo, fez da velocidade da luz uma constante universal…

'Invasão' de algas pode ter revolucionado a vida na Terra

Há mais de 650 milhões de anos, a Terra congelou de polo a polo (SPL)

A vida na Terra que conhecemos deve muito a uma "invasão" ocorrida há 650 milhões.

Segundo uma equipe internacional de cientistas, a proliferação de uma alga marinha possibilitou que os primeiros animais microscópicos evoluíssem.

Este é o principal argumento de uma pesquisa publicada nessa semana na revista científica Nature, com base em um estudo geoquímico que encontrou vestígios de biomoléculas em escavações no Deserto Australiano.

Essas moléculas indicam uma "explosão" na quantidade de algas nos oceanos, o que provocou mudanças fundamentais na cadeia alimentar.

"Foi uma das mais profundas transições ecológicas e evolucionárias na história da Terra", disse à BBC o alemão Jochen Brocks, que coordenou o estudo.

A proliferação das algas ocorreu 100 milhões de anos antes do que paleontólogos definem como a Explosão Cambriana - uma erupção de formas mais complexas de vida, registrada em …

No centro do Roda Viva, neurocientista fala sobre o exercício e as capacidades do cérebro

Em entrevista, transmitida pela TV Cultura em 25/03/2013, a especialista teve em sua pauta temas sobre o exercício cerebral e sua capacidade.

Suzana formou-se em Biologia - Modalidade Genética - pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e seguiu especialização em Neurociências, com Mestrado pela universidade americana Case Western Reserve e com doutorado na Pierre et Marie Curie e pós-doutorado no Instituto Max Planck, na Alemanha.



A neurocientista vem divulgando suas pesquisas desde quando voltou ao Brasil, em 1999, por meio de sites, livros, artigos, veículos impressos e até mesmo na televisão.

O programa apresentado pelo jornalista Mário Sergio Conti conta com a participação dos seguintes entrevistadores: o biólogo e colunista do Jornal O Estado de S. Paulo Fernando Reinach; a repórter especial da Revista Época e colunista de Saúde da Época On-Line Cristiane Segatto; o repórter da Revista Piauí Bernardo Esteves; a repórter especial do jornal Folha de S. Paulo Claudia Collucci e …

Missão de exploração espacial mais longeva, Voyager completa 40 anos

Sonda Voyager

SALVADOR NOGUEIRA
COLABORAÇÃO PARA A FOLHA

A mais longeva e audaciosa missão de exploração da era espacial completa neste domingo 40 anos. Em 20 de agosto de 1977, partia de Cabo Canaveral, na Flórida, a primeira das duas sondas gêmeas Voyager. Ambas seguem em operação, muito além dos planetas conhecidos do Sistema Solar, sondando a região que separa o domínio do Sol do espaço interestelar.

Cada uma das duas tem em seu currículo feitos impressionantes. A Voyager 1 tornou-se o objeto mais distante a ser enviado pela humanidade ao espaço e a primeira a deixar a chamada heliosfera, a imensa bolha delineada pela influência magnética do Sol.

Já a Voyager 2 foi a única espaçonave até hoje a visitar quatro planetas: Júpiter, Saturno, Urano e Netuno. Os últimos dois, por sinal, até hoje só foram explorados por ela.

Em 1977, contudo, esse sucesso era tudo menos garantido.

"Bem, quando a missão Voyager foi lançada, a era espacial só tinha 20 anos, então realmente não havia b…

'O homem mais rico da história', de quem você talvez nunca tenha ouvido falar

De acordo com seu biógrafo, Jakob Fugger tinha uma fortuna superior a US$ 400 bilhões (GETTY IMAGES)

Se estivesse vivo hoje, Jakob Fugger (1459-1525) seria, calcula-se, mais rico que Bill Gates, Warren Buffet, Carlos Slim e Mark Zuckerberg juntos.

O banqueiro alemão - apelidado de "O rico" - chegou a acumular, ao longo da vida, uma fortuna equivalente ao que hoje seriam US$ 400 bilhões (R$ 1,2 trilhão), segundo o biógrafo Greg Steinmetz.

Ex-editor do Wall Street Journal, Steinmetz considera Fugger o homem mais rico da história, e foi esse o título que deu ao livro que escreveu sobre o banqueiro em 2015.

Embora muitas pessoas levantem ressalvas à comparação da riqueza em diferentes períodos históricos, de uma coisa Steinmetz se diz seguro: "Jakob Fugger foi sem dúvida o mais poderoso banqueiro de todos os tempos", disse ele à BBC Mundo, o serviço da BBC em espanhol.


Capa do livro "O homem mais rico que já existiu", em tradução livre (SIMON & SCHUSTER)